sábado, 20 de dezembro de 2008

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Ele passou, nós passarinhos!


Quero que hoje seja dia de festa

que a cidade pare

que as pessoas se olhem

que os limites do corpo despedacem

que os espaços se recriem

que cantem

que dancem

abram alas ao absurdo

que Artaud desça na terra

que o filósofo não seja ateu


que Santa Bárbara vire Bahia


que sejam salvas as dores
que minhas contas embaracem meus cabelos
que surtem os medos, aceitos os erros
que a tentação não seja insuficiente
que me agüente longe da tua carne
porque metade da minha artista sou eu

e outra metade, você.



by Tati Carcanholo




terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Cansaço!

Não sei o que dizer, só penso que bateu um cansaço aço aço aço, da repetição ão ão ão, da vida morna orna orna orna, me poupe do desgaste aste aste aste aste aste, ai, nem lembro onde foi que morri ri ri ri ri
by tcarcanholo

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Mais um mês e meio

Em um mês e meio:
Posso te levar ao teatro
não ter discussões inúteis
sentar ao seu lado sempre que possível
ver o quanto somos parecidos
andar descalça pelo quintal enquanto vemos nuvens
simplesmente assistir seu riso
integrar nossas almas
fazer seus pedidos
pagar suas contas
tudo que sempre fez comigo
sem que eu nunca notasse perigo

By Tati Carcanholo

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Um dia difícil


por Tatiane Carcanholo



RUMO SEM PASSAGEM CERTA


Quero crer no que creio agora

Da prisão que reverte ao nada já basta meu corpo.

Quero antidemonstração

Quem procura a agulha nunca acha.


Quero sonhos mais ricos que os vistos

Tenho o quadro e o relógio que quiser.


Quero chegar ao fim da física

Qualitativamente bem.


Da prisão que reverte ao tudo já basta meu corpo

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Burlar la lei

video

Modos de construir uma personalidade, ou os oito problemas principais:

Queremos simplificar-nos, ou diversificar-nos?

Queremos ser mais felizes, ou mais indiferentes à felicidade e à desgraça?

Queremos ficar mais satisfeitos connosco, ou mais exigentes e mais impiedosos?

Queremos tornar-nos mais amigáveis, mais indulgentes, mais humanos, ou mais desumanos?

Queremos ser mais prudentes, ou mais impulsivos?

Queremos atingir um fim, ou evitar todos os fins - como, por exemplo, faz o filósofo para o qual toda a espécie de fins tresanda, despropositadamente, a limites impostos, mesquinhez, prisão, toleima?

Queremos ser mais respeitados e mais importantes, ou mais desconsiderados?

Queremos tornar-nos tiranos, ou impostores?

Pastores, ou carneiros?

Friedrich Nietzsche

Maracatu Atomico

por que no rio tem pato comendo lama?

http://www.youtube.com/watch?v=2krYlM65Ns4

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Idéias idiotas - party II

Direto de Piracicaba:
"Não sei se eu assovio ou se eu chupo cana"
é véio mas é bão

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Idéias idiotas

Prostrei meu vídeo no Iutupi e fui dimentida do trabalho

Happy or Rap -party II

video

BandeiranteskkkkkkkkkkPEt Shop Mundo cão!!!!!!!!!!!!

Happy or Rap

Homenagem póstuma ao Zeca - já que ele morreu sem autorizar nosso vídeo!!!
Já tenho um filho e um cachorro
Me sinto como num comercial de margarina
Sou mais feliz do que os felizes
Sob as marquises me protejo do temporal
Oh meu amor me espere
Que eu volto pro jantar
Ainda tenho fome
Eu vejo tudo claramente
Com os meus óculos de grau
Loucura é quase santidade
E o bem também pode ser mal
Engrosso o coro dos contentes
E me contento em ser banal
Loucura é quase santidade
E o bem meu bem pode ser mal

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Trabalho: jornalismo com Drummond

Por Tatiane Carcanholo


Tinha uma pausa no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pausa

uma pausa

uma pausa
no meio do caminho
uma pausa
onde está a minha pauta?
uma pausa
uma pausa................................

domingo, 9 de novembro de 2008

SEXO


Homens

por Tatiane Carcanholo

Na televisão mais um prédio foi destruído
A casa continua cheia de religião, granas e velórios
Acertar o pé é barra
Não limparam as estradas
Na rua são insanos, drogados e simplórios
Pra mostrar que tão longe de ser Deus o Eu foge a qualquer soluço, procura dormitório
Paz pra nós e voz pr’aqueles que nunca souberam o que é um calo



sábado, 8 de novembro de 2008

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Minha Cecília



É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.

É preciso não esquecer de ver
a nova borboleta nem o céu de sempre.

O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome, o som da nossa voz,
o ritmo do nosso pulso.

O que é preciso esquecer
é o dia carregado de atos,
a idéia de recompensa e de glória.

O que é preciso
é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos severos conosco,
pois o resto não nos pertence.

(1962)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Alvenaria


por tatiane carcanholo


Deixa as mágoas/
Saudade passa,
senão mata /
Já vivi longe mesmo estando/
O poço é dentro/
não tem fundo/
não tem centro./
Peso carregado nas perdas/

Amores, pernas cansadas/

Amizades,dissabores/

sabores e mancadas/
só resta comprar outro ticket/
ver o que tenho /
mastigar as próprias palavras/
já nasci comigo mesmo





A morte importa as pessoas amadas
escolho viver/
assumir minha idéia guia/
doutriná-la para segurá-la/
entender que não há nada que faça/
que altere o destino outro.






Comover não é viver emocionado


é escolher como ver as coisas de fato/




A beleza do afeto, do cachorro, do quintal, do anonimato/


da não satisfação para não satisfazer a si mesmo


porque as coisas acabam no poço

fundo de uma alma inacabada




dou meu ente ao mundo/



porque não sou doente/


sou gente/



sou o humano,/



raso, largo e profundo.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Uma mensagem me salvou


....Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você..
Te amo meu irmão Marcelo!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Poema de escutar



por Tati Carcanholo


/Imaginar a imensidão/


/Notar que há um ponto fixo/


/Concentração maior que a visão./


/Libertar/


/Se a dor for./


/Buscar/


/Se em você corre cor./





Sem previsto/


soltar os nervos/


ao longo ar/


Respirar./


Querer parar /


cantar/


se não se dar./





Mas turvo o pensamento/


Gozar./


Se em você mesmo correr medo/


Desfazer./


Aos pedaços sobram os cacos /


como o caos se ficar o silêncio./


Mas se ficar o tormento/


levitar./


Se não há gravidade /


em grave dar-se do mesmo./











E Sabrina diria : Tristeza do Jeca

A Juanita Henrica?Ssa:um canteiro de obras ..por mais quatro anos..se bem, que tive que tirar 2 pinheiros do meu quintal essa semana

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Gabibela!!Cadê as fotos!!!


Gabibela maluca!!Eu quero as fotos da minha despedida e daquele dia da praia fia!!Se vc perdeu eu volto aí aguoraa.kkkkkkkkkkkkkkkkk...E..aguardem..em breve Guilda na Estrada em vídeo!

Uma letra genial do Lenine!


Malucos e donas de casa
Vocês aí na porta do bar
os cães sem dono, os boiadeiros
as putas Babalorixás
Os genios, os caminhoneiros
Os sem terra e sem teto, atores, maestros, djs
os Undergrounds, os megastars, os rolling stones e o rei
ninguém faz idéia de quem vem lá, de quem vem lá,
de quem vem lá,
ninguém faz idéia de quem vem lá,
Ciganas e neo – nazistas, o bruxo, o mago pajé
os escritores de science fiction
quem diz e quem nega o que é
Os que fazem greve de fome
Bandidos, cientistas do espaço
os prêmios nobel da paz
o Dalai Lama, o Mister Bean, burros, Intelectuais
Eu pensei: ninguém faz idéia de quem vem lá,
de quem vem lá, de quem vem lá,
ninguém faz idéia de quem vem lá,
Os líderes de última hora
os que são a bola da vez
os encanados, divertidos
os tais que traficam bebês
o que bebe e passa da conta
os do cyber espaço, a capa do mês da playboy
o novo membro da academia
e o mito que se auto destroi
Eu sei: ninguém faz idéia de quem vem lá, de quem vem lá,
de quem vem lá,
ninguém faz idéia de quem vem lá,
Os duros, os desclassificados, a vanguarda e quem fica pra trás
Os dorme sujos, os emergentes, os espiões industriais
os que catam restos de feira, milicos piratas da rede,
crianças excepcionais
Os exilados, os executivos, os clones e os originais
É a lei ninguém faz idéia de quem vem lá, de quem vem lá,
de quem vem lá,
ninguém faz idéia de quem vem lá,
Os anjos, os exterminadores
Os velhos jogando bilhar, o Vaticano, a CIA,
o boy que controla o radar, anarquistas,
Mercenários, quem é e quem fabrica notícia
quem crê na reencarnação, os clandestinos,
os ilegais, os gays, os chefes da nação
Ninguém faz idéia de quem vem lá.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Coragem


por Tatiane Carcanholo
"Utilize as escadas
Hoje é feriado
Há incêndios nas encostas
Não olhe para os pássaros
Caia na gandaia
Tome um gole
Acenda seu cigarro
Mas, por favor,
Não acorde querendo que amanhã seja outro dia, melhor
Como?
Se vc não tivesse caído
Se vc não tivesse tomado
Se vc não tivesse trepado
Se vc não tivesse dormido
Este dia seria banido"

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Bom blog

Achei uma pessoa inusitada no msn. Veja seu blog, é baum:

http://noitepontosom.blogspot.com/

Sua banda tumém. Macaco Bambo:

http://www.lastfm.fr/music/Macaco+Bambo/_/Chega+de+Badabadaba?autostart

Eu não posso ficar sem a nega!

Pedi um beiju a ela ela me deu um tapa. Que é qué éssa nega qué?

segunda-feira, 14 de abril de 2008

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Manifesto 1 de abril!


Por Tatiane Carcanholo



“Se as sobreposições não atrapalham, o medo permanece à espreita. Quando ele se mostra há pouco tempo de reflexão. Corremos o risco. Alimentamos a idéia. Saímos na contramão. E, se há um destino para o qual tudo caminha, ele inexiste no sentido palpável e na janela quadrada do olho. Não há imagin_ação que não ocorra. Sentido que não se mova. Pensamos em mudar de lugar por nossas pernas e muitas vezes podemos mudar o lugar com a velocidade de nossas idéias. Como? Com a presença dominante de nossos corpos. A carne e a pedra da cidade. A arte como poder porque atua, pensando não mais em funções, mas em transformações.Rapidez não, apenas a não fixação dos mesmos enredos, enquanto podemos dialogar cada vez mais com o olhar cênico sobre o espaço. Público ele porque está, como tudo. Privado porque tem paredes, como temos a pele que nos cobre, carapuça. Podemos também ser invadidos?”

segunda-feira, 31 de março de 2008

Fundindo a cuca


Caramba!!!É muita coisa pra se pensar, projetos existem mas dependem de pernas. Vamos vibrar em 2008!

segunda-feira, 24 de março de 2008

Na estrada!

A todos os amigos, bacanas, sacanas, loucos, feridos, crentes e descrentes, aos renovados por novas forças, obrigada por recriarmos os momentos, pensamentos e lugares.
Sempre é tempo de agir diante do mundo e ter suas próprias raízes escritas fora da terra. Sair do ambiente e construir objetos caóticos, deformados, reformados, aceitos e censurados, provocar, plastificar as possibilidades.
Olhos vêem o que querem. Sentidos aguçados petencentes às únicas pessoas plurais. Cruéis. Vigorosas. Hibridismo gelatinoso que às vezes nem existe, está despercebido. O movimento do buraco negro. Olhos negros, cruéis tentadores. A profundidade do gesto. Se demorarmos não há mais. Carros e corres, abraços e tapas, músicas, machucados, conquistas, coletivos, "performatizar" a idéia, o espaço de presença.
Sobreviver.
Viajar.
Caminhar.
Doer.
Voltar.
Realizar.
Errar.
De novo...
de novo...
de novo...
de novo... pára...e mais uma vez...e ....casa
e...corpo...e pasto...carne...mostra..recolhe..parte..sai..morre...de novo..denovo..denovo...pára...e mais uma vez e....

Guilda na Estrada





sexta-feira, 7 de março de 2008

CARTA ABERTA

“OLHOS NEGROS CRUÉIS TENTADORES”


Nós, do Coletivo Cruéis Tentadores, grupo artístico que atua na cidade de Salvador-BA desde 2004, vimos através desta esclarecer os últimos acontecimentos e demonstrar nossa profunda indignação diante das questões políticas e sociais que nos cercam.

Na noite da última quarta-feira (05 de março de 2008), parte da equipe – Marcelo Sousa Brito/ Tatiane Carcanholo e Gabriela Leite, se dirigiam a rodoviária a fim de cumprir os compromissos adquiridos junto à Fundação Cultural do Estado da Bahia-FUNCEB, com o edital de circulação Prêmio Jurema Penna, viagem para Vitória da Conquista, Itambé e Poções.

Ao saírem da casa de duas integrantes do elenco, na Rua 8 de dezembro, Graça, às 20h, os três foram abordados por três sujeitos armados, que levaram um carro no valor estimado de R$ 30 mil, uma bolsa com documentos, dinheiro e celular, mais duas malas com cachês, pertences, roupas além de todo o figurino, sapatos, cds e documentos das prestações de contas do espetáculo GUILDA.

O que podemos dizer enquanto grupo e envolvidos no ocorrido é que estamos em choque. Não levaram nossos bens, mas a história pessoal de cada um e a história de um espetáculo construído há dois anos com muita garra, sem recurso nenhum, a pé, suado, rasgado, intransigente e inteligente, político também.

O edital da FUNCEB é a primeira experiência onde temos a dignidade de receber um valor que nos permite pagar justamente o trabalho desta excelente equipe, que cada vez mais demonstra seu total caráter em relação ao trabalho e decide seguir em frente.

Não deixaremos de cumprir todas as nossas metas. Por isso já iniciamos campanha. Costureiras, pessoas ligadas à moda e à oficina “Em busca de um corpo híbrido”, nos ajudarão nos próximos dias a construir um novo processo estético e apresentaremos nosso espetáculo e performances com uma nova roupagem e munidos de uma idéia: discutir o que nos ocorreu e ver como isso abre diálogos e portas em relação à imagem que temos de nossas situações contemporâneas.

É muito difícil assumir toda esta proposta e esperamos contar com o apoio de todos os órgãos e organizações culturais, educacionais, sociais. A energia depositada nesta reconstrução é muito grande, assim como os valores materiais que teremos que rediscutir. Somos artistas, ainda não temos nem noção de quando conseguiremos repor tudo o que perdemos, pois, literalmente, não temos dinheiro.

Temos total noção que esta é uma experiência que se repete com muitos, diariamente em Salvador, enquanto o desemprego chega a quase 30%, mais da metade da população vive em situação irregular, lixos são revirados na porta de grandes prédios da Vitória e da Graça, pessoas vivem em constante situação de miséria vendo carros importados e trios elétricos passar.

Apesar de tudo: EVOÉ. E que nossa arte sempre possa mais, que o bilhete de entrada para nossos espetáculos - quando houver - seja a porta de entrada para a elaboração de novas realidades.

ATENCIOSAMENTE
COLETIVO CRUÉIS TENTADORES
Março 2008

quinta-feira, 6 de março de 2008


Guilda na Estrada Urgente!!!Notícia de última hora!!!Os componentes do Coletivo Cruéis Tentadores, Marcelo Sousa Brito, Tatiane Carcanholo e Gabriela Leite foram assaltados a caminho da rodiviária...Os assaltantes levaram o carro, todos os figurinos da peça, os sapatos Fernando Pires e toda a bagagem dos atores...Estamos em choque...Mas o show deve continuar....Para isso estamos lançando uma convocação a todos os participantes da oficina "Em busca de um corpo híbrido" e todos os artistas que quiserem nos ajudar, a participar de um mutirão criativo, na elaboração de novos figurinos para a peça...Estilistas, estudantes de moda, costureiras (os) e afins podem se oferecer...Dias 10 e 11, e.staremos nos revezando neste processo...Contamos com a participação e compreensão de todos...Vamos transformar em arte este caos momentâneo...

terça-feira, 4 de março de 2008

GUILDA NA ESTRADA- DAIANE lê NIETZSCHE


"Eu, andarilho entre homens como entre fragmentos do futuro que eu contemplo. E isso é todo o meu interesse, que eu junte e una tudo aquilo que é fragmento e enigma e acaso terrível. E como eu suportaria ser homem, se o homem não fosse também poeta e advinhão de enigmas e redentor do destino?
Redimir o passado e transformar tudo aquilo que "era uma vez" em "era assim que eu queria!" - apenas isso seria redenção pra mim."





VENHA PARA O LADO SELVAGEM DA VIDA

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

A baliza de Dayane



Manha nublada de fevereiro. Abre a gaveta- Que porre!Amanha e dia 29 de fevereiro, que merda de dia. So de quatro em quatro anos!

Dayane toma seu menorzinho. Como previsto, teria que esperar interminaveis horas ate as 13. Enfim pegaria a estrada da Ribeira. Arrasaria no teste do Detran.


Nao aguenta segurar ate la. Toma seus remedios. Acende o cigarro. Caem duas gotas de chuva. E dia de Iansa. -Tomara que o asfalto esteja liserrimo, ai sim eles conhecerao Dayane!


O que Dayane nao sabia era dos planos de sabotagem de Rafaela que, se sentindo so na Pituba, daria uma passadinha na Ribeira, achar alguem interessante quem sabe, e, finalmente, negociar a queda da amiga.-Se eu nao dirijo ninguem dirige em Salvador! Passa no Urugaui, faz uns trabalhos decidi ir.



Chega na Ribeira as 11. O sujeito que faria a prova antes de Dayane era bem bonitinho. Rafaela se penteia. Negocia alguns prazeres selvangens e, claro, um pouco de cash. Ganha o rapaz.


Hora da prova. Dayane, nao adaptada ao clima da Cidade Baixa, derrete dentro do carro. quando finalmente avista Armando -o tal rapaz da sua frente. Gosta dele, porem esquece, o dia exige concentracao.


Armando erra. Tudo vai por agua abaixo.Dayane se desepera. - Podia ser eu!Pobrezinho. Acredita que nao vai conseguir.

CONCLUSAO: Dayane e muito sugestionavel, derruba a baliza. (apitos -Desca ja desse carro!). Tem odio. O suor se mistura as lagrimas. Reflete: -Antes tivesse investido no rapaz!
Mal sabia ela. Aquela tarde chegaria ao fim. -Onde esta minha toalhinha!


AInda nao descobriu que Armando e Rafaela tem um encontro de noite , na Tropical.
Ajoelha proxima a baliza, grita, pega um pouco de terra, jura que nunca mais passara por aquilo novamente. Derruba a baliza com as proprias maos.


So resta voltar, ver o mar e preparar seu futuro. Remedios, cigarros, gaveta, um menorzinho, uma agua, cigarros, remedios, tudo , tudo naquele dia - AH, amanha e dia 29!!!!!!!!!!Nada de carros, so helicopteros daqui pra frente. Tiraria uma licenca aerea. - No ceu nao ha balizas!

CORTE: Rafaela vai ao encontro. Armando nao era assim um Armando. Se desepera. Pensa em seus atos. Ja sao 22h30. Vai ate a casa de Dayane. Consola a amiga. Acendem um cigarro. Tomam seus remedios. BRECAUTE.
-BLE BLE BLE BLE BLECAUTE SUA BURRA!

-VENHA PARA O LADO SELVAGEM DA VIDA!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Os documentos de Dayane


E Rafaela pega a documentação de Dayane, onde constam números confusos. Pensa em chamar a Polícia, o que adiantaria? Sempre acreditou nos poderes paranormais de Dayane. Não se arriscaria. E pensou - Números são números.
Irritada, como sempre, Dayane toma seus remédios, acende um cigarro, novamente o menorzinho e beijos. Tudo se foi. Davi nem se encontra mais por aí. Afinal, as coisas passam e Rafaela necessita de recolhimento.

(CORTE - O cigarro continua queimando. Toca o telefone. - Rê Bordosa!
Eu não disse que Dayane e tinha poderes! Verá!
Rê confessa, está na Paralela. Suja e sem dinheiro. Dayane se comove. Cai a lágrima!

VENHA PARA O LADO SELVAGEM DA VIDA!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

A chegada de Dayane

E Dayane acorda, toma seu copo d'agua, acende o cigarro, toma um menorzinho. Vai até a Ribeira, volta no "K" da auto-escola.
- O que fazer? Abre a gaveta. Prepara coisas. Vira. Rafaela que fingia estar dormindo logo acorda. Preparam mais coisas.
Rafaela se assusta, afinal, Dayane liga um som. Abba. - Será que Dayane está feliz?
Dayane não está feliz. Abre o messenger. Não entra. Seu namorado da Internet não conseguirá achá-la. Mais irritada pega a pinça e ajuda Davi a se depilar. Olha para Chico, o gato. Testa seu inglês. Acredita somente no gato.
E Rafaela mais uma vez dá a notícia: Não dá mais, tenho que ir para a Pituba, embora quisesse morar com um bando de loucos. - Pituba?
Ninguém entende. Rafaela sai. Dayane se lembra da prova de carros. amanhã, naquele mesmo lugar. - Meu instrutor estará lá!
Tem esperanças.
(CORTE - HOJE TEM ENSAIO.)
VENHA PARA O LADO SELVAGEM DA VIDA!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

A espera de Dayane!





Dayane, cidadã do mundo, nas estradas diversas do interior da Bahia, senta
em uma moto e sai enlouquecida, perguntando: onde está minha companheira Rafaela, tenho que encontrá-la.
A partir daí, situações adversas acontecem, ela está exposta e disposta a tudo para cumprir seu objetivo. Pega seu cigarro, acende. - Uma carteira de Carlton, por favor. Aquui tem banheiro? Quero um drink!
No sol escaldante baiano, sertão, recôncavo, Ilha de Itaparica, não importa. Liga para Rafaela. - O telefone só dá na caixa porra. Ela deve estar com aquela outra, mexendo em minha gaveta!
-Hoje não tem jeito, volto para Salvador!
E foi assim que Dayane descobriu que Rafaela tinha feito uma pequena viagem, da qual não fez parte. Decidiu então se vingar, deu uma passadinha por Itambé, Vitória da Conquista e Poções e partiu enfurecida para Ilhéus, Nazaré, novamente Itaparica, Cidade Baixa, Baixa CG, Tropical, Âncora, reuniu tudo o que há de melhor para sua próxima viagem, em seu quarto, Manoel Barreto, fim de linha de seus planos.
Ao entrar em seu quarto, vê finalmente Rafaela, que só a esperava em casa. - Eu estava aqui o tempo todo, porque não ligou pro fixo? E Dayane apenas responde:
-Me esqueci! Acendem um cigarro.
(CORTE, AS LUZES SE APAGAM. DAYANE CEDE UM POUCO DO MATERIAL RECOLHIDO PARA RAFAELA. COMEÇA AM A VIAJAR JUNTAS.)
- VENHA PARA O LADO SELVAGEM DA VIDA

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Hoje é Dia de Festa!

FESTIVAIS DE TEATRO
by : info@teatrochik.com.br


Festival de Teatro de Curitiba
Porto Alegre em Cena
Festival Recife do Teatro Nacional
Festival Internacional de Artes Cênicas
Festival Internacional de Londrina
Festival de Inverno de Campina Grande
Festival Internacional de Teatro (FIT)
Festival Nac. de Teatro Amador de São J. do Rio Preto
Festival Nacional de Arte - FENARTE
Festival de Inverno de Minas Gerais
Festival Universitário de Teatro de Blumenau
Festival Nacional de Teatro Amador de Ponta Grossa
Festival Nordestino de Guaramiranga
Festival Nacional de Teatro de Anápolis
Festival de Teatro de Resende
Festival Nacional de Teatro de São Mateus - FENATE
Festival de Teatro Isnard Azevedo
Festival de Teatro de Bonecos de Canela
Festival de Teatro de Canela
Fest. Internac. Telemig Celular de Teatro de Bonecos
Festival Nacional de Teatro Infantil
Festival de Artes de Areias
O Riso da Terra - Mostra Internacional
Festival de Inverno de Garanhuns
Festival Nacional de Teatro do Cabo
Concurso de Monólogos Atriz Ana Maria Rego
Mostra Brasileira de Teatro de Grupo
Festival Nacional de Presidente Prudente (SP) FENTEPP
Inverno Cultural de São João Del Rei
Encontro Mundial de Artes Cênicas - ECUM
Festival Espetacular de Teatro de Bonecos
Festival Nacional de Artes Cênicas de Americana
Mostra do Cariri-SESC
Festival de Teatro de Pindamonhangaba - FESTEFIT 2000 (antigo FESTIVALE - Festival do Vale)
Mostra SESC de TeatroMostra Nacional de Teatro - MOSTRARÁ
Festival de Arte de São Cristóvão
Festival Nacional de Monólogos
Curso de Teatro - Curitiba - PR
Festival de Teatro Lusófono

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Trabaia, trabaiá

"Trabaia..trabaia..trabaia pra ganhar vintém, quem trabalha sempre alcança, quem não trabalha não tem!"

Que os Cruéis alcancem uma maneira de dizer o que acreditam sem medo, com um teatro maduro dentro de suas redes, com força, coragem.
Hoje temos ensaio na Maison 8 de dezembro! Várias discussões, como sempre, mas permeadas por belas risadas..Afinal errar faz parte da gente, improvisar também e, principalmente, conexões verdadeiras. E o que queremos são atores com gosto de novo, respirados, mesmo que tenham mais de vinte, até de carreira..kkkkk!Axé!

A arte de viver da arte sem se entregar à prostituição da arte. A arte de saber defender um ponto incomum da arte sem perder a arte da concordância. A arte de ser oposto, composto e simples. A arte de saber iluminar verdades velhas para delas nascerem revelações novas. A arte de ser sempre jovem. A arte da assimetria, da dissonância e das proporções contrárias. A arte de negar a anti-arte. A arte de ver este mundo porre, belo.A arte de ser simplesmente, de existir sem emendas e refúgios. A arte de saber morrer e viver. A arte de dispensar a respiração sem se asfixiar. O vencido venceu o vencedor. É só isso? Isto que é arte."Smetak

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008





PROJETO GUILDA NA ESTRADA – PRÊMIO JUREMA PENNA
OFICINA“EM BUSCA DE UM CORPO HÍBRIDO”
Com: Marcelo Sousa Brito e Coletivo Cruéis Tentadores




Com oito horas de duração, dividido em dois dias. O objetivo do Curso é expor de maneira pratica um pouco do processo Guilda, sua construção de personagens e aproximação maior com a performance, o uso de novos espaços espaços além da dilatação corpórea dos interpretes. Para se inscrever basta enviar um e-mail para guildanaestrada@gmail.com. Em um parágrafo descreva seu interesse pelo tema e se você já teve alguma ligação com conceito de corpo híbrido. Enviar junto com o texto uma foto (Qualquer foto) e o link do perfil do orkut (se tiver). Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima10 e 11 de MarçoDas 18:00 ás 22:00 hVAGAS LIMITADAS!OFICINA GRATUITA.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Walk On The Wild Side

Walk On The Wild Side (tradução)
Lou Reed

Passeio pelo lado selvagem
Holly veio de miami,flórida
Atravessou os eua pegando carona
Depilou as sobrancelhas no caminho
Raspou as pernas e então ele virou ela
Ela diz :"ei baby,dê um passeio pelo lado selvagem"
Candy veio de fora,da island
No quartinho de trás,ela era querida de qualquer um
Mas ela nunca perdeu a cabeça
Mesmo quando estavam lhe chu...do (as garotas pretas vão :"doo do doo do doo")
Little joe nunca chegou a revelar
Todo mundo tinha que pagar e pagar
Um michê aqui,um michê ali
New york city é o lugar onde els dizem :"hey baby,dê um passeio pelo lado selvagem
A bicha sugar plum veio e caiu na rua
Procurando 'soul flood' e um lugar pra comer
Foi ao apollo,você deveria ter visto eles dançando go-go
Jackie está só correndo embora
Pensou em ser james dean por um dia
Aí acho que ela tinha mesmo que bater,valium deve ter ajudado nessa doidera
Hey dê um passeio pelo lado selvagemE as garotas pretas vão :"doo do doo do doo"

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Novos amigos


Estes são novos amigos que conhecemos em Araçatuba- SP!!!Ou pelo menos parte dos Cruéis conheceram!!!Não há limites quando a tarefa é aprendizagem!Obrigada!